{Resenha} Persuasão - Jane Austen


Persuasão é o último livro escrito por Jane Austen e foi publicado no ano de 1818, após a morte da Jane, que ocorreu em 1817.

Nesse livro vamos acompanhar a protagonista Anne Eliot, que pertence a uma família rica, que se vê em uma situação financeira difícil (para os padrões deles).
Anne é a filha do meio de três irmãs, onde somente a mais nova se casou.
Considerada uma mulher de "beleza indiferente", ela é tratada pelo pai como alguém que só tem valor nos momentos de "necessidade" da família,  ao contrário da irmã mais velha, Elisabeth, que é descrita como uma mulher muito bonita, e que tem a mesma vaidade excessiva do pai.

Em função dos gastos excessivos do pai, a família se vê endividada, e decidem que terão que alugar sua propriedade e se mudar para um lugar menos dispendioso, então eles decidem se mudar para Bath.
 A única que não gosta da ideia é Anne, que preferiria continuar em sua cidade, mesmo que em uma casa mais simples, o que era inaceitável para seu pai e sua irmã, que achavam que seria passar por uma grande humilhação.



Enquanto seu pai e Elisabeth mudam para Bath, Anne é enviada para cuidar de sua irmã mais nova, Mary, que encontra-se debilitada.
Enquanto cuida de sua irmã, Anne vive na expectativa de encontrar com o seu antigo amor, que acaba de voltar da guerra, e por uma incrível coincidência, foi a família dele que alugou a casa da família dela.

Quando se encontram, Anne têm dias de terrível desconforto porque ele passa a frequentar os mesmos jantares e encontros que ela, porém sempre tratando-a com a educação que trata-se um desconhecido, isso porque no passado ela foi persuadida por sua família e por sua amiga, Lady Russel, a romper com ele, por não considerarem o capitão Wentworth um bom partido para Anne.
Após o doloroso rompimento ele, que é um marinheiro, vai para a guerra e faz fortuna, retornando 9 anos depois, riquissimo.

Anne é uma mulher muito sensata e inteligente, aceitando com muita tranquilidade essa indiferença porque se acha merecedora de tal atitude e, mesmo desejando que eles reatassem, ela nunca fazia nada para demonstrar tais sentimentos.



Muitos outros núcleos se formam, e não quero dar spoiler, mas teremos a presença do primo de Anne, que é o próximo herdeiro de Kellynch Hall, uma vez que sir Walter Elliot (pai de Anne) não teve filhos, somente filhas.
Mais uma vez teremos Lady Russel tentando persuadir Anne, e dessa vez é a casar-se com esse primo, que terá um passado a ser descoberto.

Enfim, foi um leitura muito boa, porém dei uma travada ali pelo meio do livro, em uns trechos que achei bem monótonos, mas quando passei dessa parte lenta do livro, a leitura fluiu super bem.

Dos três livros que li da Jane, Emma, Razão e Sensibilidade e Persuasão, o meu preferido ainda é Razão e Sensibilidade.

Para quem gosta de um bom romance de época, Jane Austem é a melhor indicação que posso dar, e breve teremos a resenha dos outros livros aqui na Estante.


Título Original: Persuasion
Autora: Jane Austen
Editora: Martin Claret
Gênero: Romance inglês
ISBN: 978-85-7232-879-1
Ano: 2012
Ano de lançamento: 1818
Páginas: 310
Tradução: Roberto Leal Ferreira



Beijos e até a próxima!

CONVERSATION

0 comentários:

Postar um comentário